Assista às aulas e pregações

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Série de estudos: Porque não creio na trindade?

Eia, desçamos, e confundamos
Série de estudos: Porque não creio na trindade?
Editado por Pastor Luciano Batista

E estes sinais acompanharão aos que crerem: em meu nome expulsarão demônios; falarão novas língua. Marcos 16.17

Seguindo ainda nossa aula apologética em defesa da sã doutrina dos Apóstolos e Profetas. Vamos a outro plural

E, cumprindo-se o dia de Pentecostes, estavam todos concordemente no mesmo lugar; E de repente veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados. E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles. E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem. E em Jerusalém estavam habitando judeus, homens religiosos, de todas as nações que estão debaixo do céu. E, quando aquele som ocorreu, ajuntou-se uma multidão, e estava confusa, porque cada um os ouvia falar na sua própria língua. E todos pasmavam e se maravilhavam, dizendo uns aos outros: Pois quê! não são galileus todos esses homens que estão falando? Como, pois, os ouvimos, cada um, na nossa própria língua em que somos nascidos? Atos 2.1-8

Como estamos fazendo os texto que explicamos ñ primeira aliança, estamos concordando com a segunda aliança. Vemos o contrastes entre as línguas que provocaram a separação são as mesmas que causam a união em Atos 2

Mas vamos ao plural.
Segundo alguns teólogos esse plural é uma prova da conversa entre pessoas divinas. Vamos examinar o texto e ver se confere:  E era toda a terra de uma mesma língua e de uma mesma fala. E aconteceu que, partindo eles do oriente, acharam um vale na terra de Sinar; e habitaram ali. E disseram uns aos outros: Eia, façamos tijolos e queimemo-los bem. E foi-lhes o tijolo por pedra, e o betume por cal. E disseram: Eia, edifiquemos nós uma cidade e uma torre cujo cume toque nos céus, e façamo-nos um nome, para que não sejamos espalhados sobre a face de toda a terra. Então desceu o Senhor para ver a cidade e a torre que os filhos dos homens edificavam; E o Senhor disse: Eis que o povo é um, e todos têm uma mesma língua; e isto é o que começam a fazer; e agora, não haverá restrição para tudo o que eles intentarem fazer. Eia, desçamos e confundamos ali a sua língua, para que não entenda um a língua do outro. Assim o Senhor os espalhou dali sobre a face de toda a terra; e cessaram de edificar a cidade. Por isso se chamou o seu nome Babel, porquanto ali confundiu o Senhor a língua de toda a terra, e dali os espalhou o Senhor sobre a face de toda a terra. Gênesis 11.1-9

Examinando o texto encontramos O SENHOR no singular, que usa um plural dizendo: Eia, desçamos e confundamos ali a sua língua, para que não entenda um a língua do outro.
Porém o texto mostra que o mesmo que desceu, e o mesmo que disse o plural e por fim Ele mesmo realiza a obra de confundir a língua.
Não existe provas de mais ninguém neste texto, sendo assim qualquer informação de porque o plural, não passa de especulações e opiniões, fora do contexto.
Notamos que na nova aliança, só existe um único ser realizando uma ação semelhante, com o diferencial que nesta primeira foi para dispersar e agora é para unir. Confira o texto: E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem. Atos 2.4

Fica ainda mais claro quando o Apóstolo Paulo diz que é o mesmo Espírito que faz todas essas variações de dons: Ora, há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo. 2 Coríntios 12.4

Bom então qual foi o motivo do plural? Como eu disse antes, podemos dar várias especulação. Porém falar que era conversa entre pessoas divinas ou deuses e totalmente inaceitável, pelo fato se dizer: Senhor, e por ser realizado por um só Espírito

Eu particularmente creio que Deus, poderia estar falando com seus anjos, que por sua vez são ministros a serviço de Deus
Não são porventura todos eles espíritos ministradores, enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a salvação? Hebreus 1.14

Parte 04

Pastor Luciano Batista
iabmaua@gmail.com
Whats +55 11 97190-1285
http://youtube.com/iabmaua

Igreja Apostólica do Brasil
Unicistas Pentecostais

Nenhum comentário:

Postar um comentário