Assista às aulas e pregações

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Série de estudos: Porque não creio na trindade?

Série de estudos: Porque não creio na trindade?
Editado por: Pastor Luciano Batista

“e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna. Filhinhos, guardai-vos dos ídolos. Amém”. 1 João 5.20,21

Vamos entender a palavra Elohim que muitos alegam ser um plural de pessoas, devido ser traduzido em português como deuses. Claro que se fosse a prova da trindade, séria a prova que existem mais de um deus na eternidade.

No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez. João 1.1-3

No princípio criou Deus o céu e a terra. E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas. Gênesis 1.1,2

Facilmente podemos entender o plural da palavra Elohim, quando comparamos com evangelho João
A verbo estava com Deus criação, isso não prova duas pessoas, mas sim Deus usando sua sabedoria para criar.
O Senhor me possuiu no princípio de seus caminhos, desde então, e antes de suas obras. Desde a eternidade fui ungida, desde o princípio, antes do começo da terra. (Provérbios 8.22,23)

Você já notou que seguindo a leitura tanto de Gênesis como de João entendemos que não pode ter dois criadores: “por ele”, “sem ele”, “e disse Deus”, “e viu Deus”
Se fosse dois ou três, não deveria ser: criadores: “por eles”, “sem eles”, “e falaram os Deuses”, “e viram os Deuses”

Não precisa teologia para entender o que está escrito, o que precisamos é ler o que está escrito e não ler uma coisa pensando em outra coisa. Devido a cultura trinitariana que tem em nosso país e comum ler a Bíblia pensando na trindade. Mas te convido a guardai-vos dos ídolos

Pastor Luciano Batista
iabmaua@gmail.com
http://youtube.com/iabmaua
Whats +55 11 97190-1285

Igreja Apostólica do Brasil
Unicistas Pentecostais

Nenhum comentário:

Postar um comentário